A Unipar Carbocloro alcançou R$ 528 milhões de lucro no ano passado – o que representa um aumento de 74,5% em relação a 2017. O resultado ainda chama a atenção para a trajetória de queda da dívida da empresa.

Parte do débito da companhia é resultado da compra da Indupa – segunda maior fabricante de PVC da América Latina – em 2016. O negócio alavancou a capacidade de geração de resultados da Unipar, como fica claro no gráfico de lucro bruto da empresa:

Unipar - lucros.png

Após a aquisição, o resultado bruto da fabricante de produtos químicos mais do que triplicou. Mas será que todo este potencial se transformou em lucro operacional e líquido para a Unipar?

A julgar pelos números, parece que ainda não.

As demonstrações financeiras da companhia separam o resultado atribuído somente à controladora Unipar, dona da planta de Cubatão, responsável por metade da produção de cloro e soda cáustica. Já o resultado consolidado considera também a Indupa, produtora da outra metade desses dois produtos, além de todo o PVC.

Em torno de um terço da receita líquida consolidada é proveniente da controladora. Contudo, a planta de Cubatão é responsável por 80% do EBITDA e 97% do lucro líquido da holding.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No cenário atual, podemos dizer que a Unipar e sua planta Cubatão carregam a Indupa e suas duas fábricas. Este pode ser um bom sinal de que ainda há bastante espaço para melhoras de margens e lucros para a holding Unipar Carbocloro.

Outro indicador bastante positivo é a evolução da dívida da companhia. Por conta da aquisição da Indupa, o endividamento líquido atingiu R$ 438,6 milhões no final de 2017. Desde então, este valor vem caindo trimestre a trimestre e hoje representa apenas um sexto do EBITDA da companhia – R$ 166,4 milhões.  

Com a quitação da dívida, a questão discutida no texto Os próximos passos da Unipar” volta à tona: crescer ou distribuir?

Anúncios

6 pensamentos

    1. Sem dúvidas Gil.
      O preço internacional da soda influencia bastante nos resultados.
      No caso do dólar, o efeito líquido é menor porque a empresa também tem dívida na moeda norte americana. Então, uma queda do dólar diminui a receita, mas também diminui a dívida. O contrário também é verdadeiro.

      Abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s