Trisul x EZTEC.jpg

Trisul e EZTEC. Duas empresas do setor da construção civil com algumas características em comum: apresentaram lucro em todos os trimestres nos últimos cinco anos e são negociadas hoje a oito vezes seus respectivos lucros líquidos.

Será que essas companhias têm mais aspectos em comum? Quais as vantagens de cada uma?

Para saber, fizemos uma análise dessas empresas comparando alguns de seus principais múltiplos e características que as diferenciam entre si.

EZTEC x Trisul

Os dados utilizados – receita, margem líquida, dividendos, patrimônio líquido e dívida bruta – são os mais atuais disponibilizados pelas próprias empresas. O preço das ações é o vigente em 24 de julho.

Preço/lucro: quanto menor o quociente, maior é o lucro da empresa em relação ao seu valor de mercado. O indicador pode ser interpretado como a quantidade de anos que o investidor precisa para receber de volta o capital investido através dos lucros.

Trisul x EZTEC - preço-lucro

Vemos que o indicador aponta um empate técnico entre as duas ações. Um ponto a se destacar é que mais da metade do resultado da EZTEC nos últimos 12 meses se deve à venda do empreendimento EZ Towers – evento que não deve se repetir nos próximos trimestres.

Preço/patrimônio líquido:  quanto maior o indicador, mais cara a companhia é negociada em relação aos seus bens e direitos menos suas dívidas. O investidor bilionário Luis Barsi Filho diz que “se você comprar um papel por menos ou muito menos que o valor patrimonial, não tem risco”.

Apesar de não concordarmos sobre a ausência de risco defendida por Barsi , entendemos que o risco tende a cair quando o preço/patrimônio líquido cai.

Trisul x EZTEC - preço-pl

Neste quesito, a Trisul atende a condição defendida por Barsi. Os papéis da empresas são negociados a um valor de mercado menor do que seu patrimônio líquido. Em contrapartida, a EZTEC é negociada um pouco acima.

Dívida: a dívida dividida pelo patrimônio líquido mostra o grau de comprometimento financeiro da empresa. Quanto maior a dívida líquida, maior o impacto dos juros altos nos resultados da companhia. Por outro lado, para as companhias com dívida líquida negativa, ou seja, quando o caixa da empresa é maior do que suas dívidas, um aumento dos juros tem impacto positivo no resultado financeiro.

Trisul x EZTEC - dívida

Conforme vemos, a Trisul apresenta dívida líquida em torno de um quarto de seu patrimônio. Podemos considerar um nível de endividamento saudável e que, neste período de juros baixos, pouco afeta o resultado líquido da empresa.

A EZTEC possui este indicador negativo. Em função disso, inclusive, quando a taxa de juros SELIC caiu de 14,25% para 6,5% as receitas financeiras da companhia reduziram. Quanto menor os juros, menor é a importância deste múltiplo.

Margem líquida: a margem líquida indica qual é o lucro da firma para cada real em receitas da empresa. Quanto maior, mais lucrativa é a atividade da empresa.

Trisul x EZTEC - margem líquida.png

Neste indicador, a vitória da EZTEC é acachapante! De fato, a empresa é uma referência na bolsa brasileira quanto à margem líquida e não à toa foi o exemplo que utilizamos no texto que fizemos sobre o tema. 

Se a EZTEC é melhor em vários indicadores, então ela é a melhor opção para o investidor, certo? 

Não. 

Apesar de ter a margem líquida altíssima, a EZTEC tem diminuído drasticamente os lançamentos e as unidades vendidas já foram quase todas entregues.

Sendo assim, de que adianta ser a mais lucrativa do setor se ela não vende?

Resultado de vendas de imóveis a apropriar: esse número indica qual é o lucro esperado a ser contabilizado nos resultados futuros de imóveis já vendidos em fase de construção.

Por causa do POC (percentual de execução ou percentual de conclusão de cada empreendimento) – regime de apuração de lucros a que estão sujeitas as empresas do setor da construção civil – as receitas de vendas são incorporadas ao resultado à medida em que a construção avança, uma vez que a transferência de riscos e benefícios ocorre de forma contínua.

Segundo dados do primeiro trimestre deste ano, a Trisul tem a apropriar R$ 117,3 milhões, enquanto que a EZTEC tem R$ 64,8 milhões. Considerando o número de ações de cada companhia, temos o seguinte resultado por papel a apropriar:

Trisul x EZTEC - resultado a aproprias.png

Mesmo sendo quatro vezes menor do que a EZTEC em termos de patrimônio líquido por ação, a  Trisul tem a incorporar o dobro do lucro por ação com a construção de imóveis vendidos.

Para reverter esse cenário, a EZTEC precisaria fazer lançamentos de novos empreendimentos.

Guidance: indica qual é a meta de lançamentos para o ano.

Trisul x EZTEC - lançamento.png

A Trisul e a EZTEC divulgaram metas semelhantes de lançamentos para esse ano: mínimas de R$ 500 milhões para ambas e máximas de R$ 600 milhões e de R$ 1 bilhão para a Trisul e EZTEC, respectivamente. 

No entanto, o VGV (Valor Geral de Vendas) lançado acumulado da EZTEC no primeiro semestre foi de apenas R$ 128 milhões, enquanto a Trisul lançou R$ 304 milhões. Como vemos, a Trisul mantém o ritmo de lançamento mais forte do que a concorrente.

Placar

A curto e médio prazo a Trisul se destaca no setor com lançamentos e lucros a serem contabilizados maiores que os da EZTEC. 

A longo prazo a EZTEC apresenta um potencial de geração de resultados expressivos em função de suas metas e de seu histórico de lucratividade acima da média.

Veja aqui a análise de múltiplos que fizemos sobre o setor de papel e celulose.

Anúncios

14 pensamentos

    1. Oi Carlos.
      Eu nunca escrevo sobre preço alvo e expectativa de valorização porque acho essa uma tarefa muito ingrata. A depender do próximo presidente, por exemplo, o preço pode variar muito.
      Acho mais produtivo tentar encontrar as ações mais desvalorizadas e com menores riscos em cada setor. Na minha opinião, a Trisul é uma das melhores no setor.

      Abraço.

      Curtir

  1. Bem no mês que comecei a estudar Trisul o KB vai lá e faz uma postagem sobre hahahah, ótima análise, são sem dúvidas as melhores do setor. E quanto a UNIP KB? Compartilha da mesma opinião que eu: o próximo relatório vem forte e estamos cada vez mais perto de zerar dívida e fechar 1 BI de EBITDA esse ano? A greve dos caminhoneiros não deve ter influenciado relevantemente no 2T2018.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s