O que é IPCA?

“IPCA registra em janeiro a menor taxa da história para o mês”

O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), divulgado nesta quarta-feira (8), fechou em 0,38%. A manchete  do jornal Valor Econômico destaca o valor baixo do índice para janeiro, mês típico de fortes altas nos preços.

 Mas o que é IPCA? Como é formado? E para que serve esse indicador?

Doubtful 3D man

IPCA é uma média das regiões

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo é uma média ponderada das inflações das grandes áreas urbanas do país. Responsável por quase um terço (30,7%) do IPCA, a região de São Paulo tem o maior peso no cálculo, enquanto que Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, representa 1,5% do indicador.

Portanto, o IPCA divulgado para o país não coincide com o índice das regiões. Em dezembro do ano passado, por exemplo, o IPCA foi de 0,3% para o país. Entretanto, enquanto uma região teve deflação – Porto Alegre com 0,04% -, outra sofreu com forte alta – Brasília teve um aumento de preços em 1,12%.

A cesta de consumo do IPCA

0007614760n-849x565

Como o nome bem diz, o índice se refere ao consumidor amplo. Através da POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares), são analisados os hábitos de consumo desde famílias pobres – com renda de apenas um salário  mínimo –  a até famílias pertencentes as classes mais altas da população – com renda de 40 salários mínimos.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) define então qual é a cesta de consumo desta população, atribuindo pesos para cada item de despesa. É a variação desses preços que forma o índice.

Para termos uma ideia, em janeiro deste ano, o item Saúde e Cuidados Pessoais teve peso de 11,6% no IPCA. A maior representação no indicador ficou por conta da Alimentação e Bebidas com 25,8%.

Sua Inflação X Inflação Oficial

Balança pedra IPCA.JPG

Como vimos, três características principais definem o IPCA:

  1. Média das regiões metropolitanas
  2. Consumo de famílias com renda mensal entre 1 e 40 salários mínimos
  3. Cada item de despesa tem um peso específico

Por conta disso, a inflação divulgada nunca reflete perfeitamente a alta dos preços de sua cesta de consumo. Por que?

Cada pessoa consome a maioria dos bens e serviços em apenas uma região metropolitana e a inflação em cada uma delas pode variar bastante.  No ano passado, por exemplo, Curitiba registrou 4,4% e Fortaleza chegou a 8,3%.

Os hábitos de consumo variam enormemente com a renda da família. Os itens “Automóvel Novo” e “Ônibus Urbanos” têm quase o mesmo peso no índice, 2,8% e 2,6%, respectivamente. Mas enquanto o preço do carro é uma realidade distante das famílias mais pobres pesquisadas, o custo da passagem de ônibus não afeta os mais ricos.

Por fim, o peso de cada item na cesta pode ser diferente da importância dele no total de gastos do indivíduo. Um aposentado que paga plano de saúde e compra regularmente remédios caros gasta mais do que os 11,6% de peso desse item. Enquanto que os não fumantes são imunes ao aumento do preço do cigarro, que responde por 1,1% do índice.

Como cada pessoa possui hábitos próprios de consumo, a inflação, de fato, de cada um é algo pessoal.

 Para que serve o IPCA?

Apesar de suas imperfeições, o índice tem ao menos duas aplicações importantes:

  • É a medida oficial de inflação utilizada pelo Banco Central para decidir sobre a política de juros. Quanto maior o IPCA, maior tende a ser os juros aplicados pelo banco para controlar a inflação.
  • Ele determina a remuneração dos investimentos. Os títulos Tesouro IPCA e Tesouro IPCA+ pagam uma taxa de juros fixa mais a variação do índice no período. Além deles, alguns bancos também oferecem CDBs e LCIs com rendimento atrelado ao índice.

Como os títulos públicos remuneram pela inflação oficial – o IPCA – e a sua inflação é diferente dela, esses investimentos não necessariamente lhe protegem perfeitamente contra a alta dos preços.

5 comentários sobre “O que é IPCA?

  1. Mestre Poupador 8 de fevereiro de 2017 / 16:10

    Eu também tenho essa impressão: a de que a inflação real é bem maior!

    😦

    Curtir

    • KB Investimentos 8 de fevereiro de 2017 / 16:13

      MP,
      É difícil achar quem tenha a sensação de que a sua inflação é menor do que a oficial, rs.

      Abraço.

      Curtir

  2. Rodolfo Oshiro 8 de fevereiro de 2017 / 13:36

    KB,

    Sempre fico com a impressão que esse IPCA é bem menos do que a inflação que estamos realmente expostos ..

    Abs,

    Curtir

    • Investidor Turista 8 de fevereiro de 2017 / 13:48

      Realmente, cada um acaba sentindo a inflação com um peso diferente, o única forma que a gente acaba tendo de estimar nosso proprio peso acredito que seja comparando nossas planilhas de orçamento, como comecei ano passado.. kkk só vou poder fazer isso no proximo ano!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s