focus-28-01-18.png

Os analistas do mercado financeiro estão mais confiantes em relação ao crescimento da economia brasileira neste ano. De acordo com os dados do relatório Focus de janeiro, a estimativa de expansão do PIB (Produto Interno Bruto) é de 2,66%. Após quatro anos, as instituições financeiras demonstram maior otimismo em relação à economia e voltam a estimar crescimento maior do que 1%.

A possibilidade de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não disputar as eleições e a Câmara dos Deputados e o Senado aprovarem a reforma da Previdência são alguns dos fatores que podem ter contribuído para a melhora das projeções.

O aumento do PIB pode ser ainda maior do que as projeções dos analistas do mercado financeiro. Em Davos, na Suíça, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, sinalizou que o crescimento do PIB pode superar os 3%. “Se consolidou uma trajetória de crescimento do Brasil. A expectativa de crescimento nossa é de 3%. O mercado está em 2,7%, mas vai chegar a 3%, pode subir”, disse.

Para a inflação deste ano, as projeções do mercado praticamente não mudaram. A pesquisa Focus indica que o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) deve ficar abaixo da meta central de 4,5%, mas dentro do intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual.

No ano passado, a inflação do Brasil ficou em 2,95% e o presidente do Banco Central – Ilan Goldfajn – enviou uma carta aberta à Meirelles para justificar o descumprimento da meta.  A queda dos alimentos por causa da safra recorde foi um dos motivos apresentados por ele para a inflação abaixo do piso da meta. 

A expectativa para a taxa básica de juros é mais uma que se manteve . Para os analistas do mercado, a Selic deve chegar a 6,75%. Se o índice for atingido, a mínima histórica será renovada. Atualmente, a taxa está em 7% ao ano.

 

Anúncios

4 pensamentos

  1. KB, realmente o mercado está otimista. Aliás, desde idos 2016, quando houve a troca da Presidência a bolsa deu uma guinada. Como investidores, acho que devemos aproveitar essa onda positiva. O resultado da bolsa é muito bom, embora parte se deva à expectativa de melhora da economia que estava muito ruim e já deu sinais de reversão. Em geral, acredito que também devemos lembrar de que não há muito o que comemorar. Em 2017, o Brasil fechou com um rombo de 124 bilhões nas contas públicas e 2018 também tem expectativa de ser negativo, acho isso muito ruim, pois acaba comprometendo a economia no longo prazo e esse otimismo poderia se concretizar em apenas mais um voo de galinha. Parece que estamos longe daqueles superávits que apresentávamos há anos atrás, que em boa parte foram impulsionados pelas commodities. Temos muitos problemas estruturais a serem resolvidos que travam nosso crescimento e parece que estamos tendo muitas dificuldades em resolver isso. O problema é quando a conta chegar. Vamos torcer que todo esse otimismo se concretize e o mercado continue apostando em nós! Parabéns pelo conteúdo do blog!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s