Carteira KB – Agosto de 2017

Pela oitava vez seguida, a Carteira KB rendeu mais que o Ibovespa; no ano, nossas ações lucraram 62,9% – entre valorização e dividendos –, enquanto o índice apenas 17,6% 

Carteira KB x Ibov - ago-17.png

Os resultados da Carteira KB estão cada vez melhores. Neste mês, a valorização foi de 12% contra apenas 7,5% do Ibovespa. Os R$ 100 mil investidos no primeiro dia do ano na Carteira KB valem hoje R$ 162.861,70. Nesse período, quem tivesse aplicado o mesmo valor no Ibovespa teria  R$ 117.613,36. São lucros de encher os olhos, ou melhor, o bolso.

Boa parte dessa valorização no mês se deve aos excelentes dividendos pagos pela Unipar, que, somando proventos e valorização da ação, nos rendeu 50,4% no período. A divulgação de um balanço favorável do segundo trimestre de 2017 e o fim da novela da OPA (Oferta Pública de Ação), com a rejeição da proposta de R$ 2,50 por ação UNIP6 oferecida pelo controlador, tornou possível a nova onda de valorização do papel.

Os resultados da Carteira KB ainda contaram com o bom desempenho da Ferbasa. A única produtora de ferrocromo das Américas teve uma valorização de 23%. O alto preço das ligas no mercado internacional e o aumento da produção das montadoras, que indica a recuperação do setor, são motivos potenciais para novas valorizações das ações da companhia.

A EZTec, Itaúsa e CSU Cardsystem vêm na sequência, com crescimento de 13,8%, 10,9% e 9,6%, respectivamente. 

A única ação que teve um resultado negativo foi a Taesa, com 2,4%.  A empresa responsável por 11 mil quilômetros de linhas de transmissão de energia elétrica viu seu lucro do segundo trimestre despencar devido ao menor IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) e IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), se comparado ao mesmo período do ano passado. Por causa disso, a conta “Correção Monetária do Ativo Financeiro de Concessão”, que ficou em R$ 84 milhões positivos entre abril e junho de 2016, terminou com valor negativo de R$ 87 milhões no mesmo período desse ano.

Carteira detalhada - ago-17

Dividendos

Quatros ações pagaram dividendos neste mês: Taesa, Itaúsa, Grendene e Unipar. As três primeiras distribuíram proventos trimestrais equivalentes a pouco mais de 0,5% do valor das ações.

A Unipar, por sua vez, quitou a primeira parcela dos dividendos extraordinários anunciados em julho. Cada ação UNIP6 recebeu R$ 3,355 em 8 de agosto. A segunda parcela, de R$ 1,1727, deverá ser paga em 20 de dezembro desse ano. Além disso, a empresa distribuiu dividendos complementares de R$ 0,0345 por ação.

Conforme temos feito mensalmente, todos os dividendos recebidos foram utilizados para comprar ações das mesmas empresas.

 Veja como está a atual Carteira KB:

Carteira KB - ago-17.png

Você quer saber como foram os desempenhos nos meses anteriores?

Acesse os balanços abaixo:

Carteira KB – Janeiro de 2017

Carteira KB – Fevereiro de 2017

Carteira KB – Março de 2017 

Carteira KB – Abril de 2017

Carteira KB – Maio de 2017

Carteira KB – Junho de 2017

Carteira KB – Julho de 2017

Para este mês, planejamos fazer algumas alterações na Carteira KB.

14 comentários sobre “Carteira KB – Agosto de 2017

  1. Sergio Ferreira 5 de setembro de 2017 / 18:00

    Olá, parabéns pelo belo trabalho .Poderia fazer uma análise sobre CRPG5 ( Cristal ) .Considero com bons múltiplos , mas tenho alguns receios sobre a governância. Grato

    Curtir

    • KB Investimentos 5 de setembro de 2017 / 20:27

      Oi Sergio,

      Uma coisa importante que percebi sobre a Cristal é que ela ganhou uma ação judicial ano passado para excluir o ICMS da base de cálculo do IPI e COFINS. Por causa disso, a companhia provisionou na época R$ 75 milhões de créditos fiscais a recuperar no balanço. Ela espera que seja pago em três anos.
      Só no quarto trimestre do trimestre de 2016, R$ 44 milhões entraram no resultado como Receita de processos judiciais. Isso fez com que ela tenha um lucro tão alto e deixou o P/L dos últimos 12 meses tão baixo.
      Fora esse trimestre, os resultados dela não tem sido assim tão bons, apesar de ter conseguido lucrar.
      Além disso, praticamente não tem dívida e tem bastante caixa, mas não tem conseguido operar com altas margens de lucro.
      Enfim, não considero uma companhia ruim, mas também não me parece uma ótima empresa com baixo preço como a Unipar, a empresa que escolhi no setor químico para a Carteira KB.

      Abraço.

      Curtir

      • Sergio Ferreira 6 de setembro de 2017 / 18:08

        Grato pela informação . A UNIPAR tem o maior percentual em minha carteira,também . Estava analisando a Cristal pelo diferencial de ser a maior produtora de pigmentos do mundo e a maior do Brasil . Vou deixá-la no radar.

        Curtido por 1 pessoa

  2. VN 5 de setembro de 2017 / 15:52

    KB, me explica essa alta da magazine luiza (MGLU3). É impressionante como as ações dessa empresa subiu, foi 6000% de 2015 até agora.

    Curtir

    • KB Investimentos 5 de setembro de 2017 / 16:33

      Que bitcoin, que nada… O negócio é MGLU3! kkk…

      Tá certo que foi esse foi um caso de turnaround, que, segundo o Peter Lynch e outros, é onde estão as grandes chances de ganhar várias vezes o valor investido.
      A empresa vinha de alguns trimestres com prejuízo em 2015, se reestruturou e começou a dar lucros crescentes, mas acho que os preços atuais não se justificam minimamente.
      Para esse preço ser justo, os lucros da Magazine deveriam continuar se multiplicando nos próximos anos.

      Abraço.

      Curtir

  3. VN 5 de setembro de 2017 / 14:11

    KB parabéns pela carteira. Também não entendi a queda da FESA, aproveitei e comprei mais.

    Curtir

  4. Gustavo Noronha 5 de setembro de 2017 / 11:17

    Comecei a acompanhar a carteira a pouco, mas que belo trabalho, parabéns! Quanto a análise é baseada em fundamentos e dados financeiros das empresas corretos? (uma escolha totalmente racional) , você acha que essa alta no mercado, que está refletindo no índice e posteriormente nas principais ações da bolsa, vai ter fim tão cedo? Te pergunto isso, pois pela minha análise o mercado começou uma tendência de alta desde uns 2-3 meses para cá que vem se alastrando , sendo que qualquer notícia favorável há uma alta instantaneamente (características de tendências de alta), aguardo resposta e novamente, parabéns pelo trabalho!

    Curtir

    • KB Investimentos 5 de setembro de 2017 / 11:51

      Obrigado Gustavo!

      As ações são escolhidas com base nos fundamentos da empresa. Não acredito e nem tento utilizar análise técnica para escolher ponto de entrada ou saída das ações.
      Quanto à alta das ações nesses últimos meses, eu considero muito difícil (talvez impossível) prever quando será o seu fim, mas considero que existem poucas pechinchas na bolsa hoje. Por outro lado, é natural que, com a queda dos juros, mais pessoas migrem seus investimentos para a bolsa, o que tende a aumentar os preços.
      Acredito que um ponto fundamental para o país e, consequentemente, para a bolsa é a aprovação da reforma da previdência. Se conseguirmos aprovar no próximos meses, o Ibovespa e as ações menores tem tudo para subir bem. Se não aprovarmos, o próximo presidente já começa com uma bomba nas mãos.

      Abraço.

      Curtir

  5. Dono da Mascada 5 de setembro de 2017 / 11:02

    Olá KB!

    Parabéns pela performance! Desde junho venho seguindo sua carteira, atento ao racional que fundamentou sua escolha de ativos, e tenho que tirar o chapéu para a qualidade de sua análise!

    Me pergunto, apenas, quais serão as modificações na carteira. Você acha que a discussão da ADI no STF pode signifcar uma mudança significativa nos riscos associados à operação de QUAL3? Por outro lado, me pergunto o que ocorreu com FESA4 nos últimos dias, para uma queda tão acentuada. Seria apenas a recomendação de venda da Empiricus?

    Abraço, excelente trabalho!

    Curtir

    • KB Investimentos 5 de setembro de 2017 / 11:30

      Obrigado Dono da Mascada!

      A Qualicorp é uma das ações que merece atenção. A relação risco/potencial retorno piorou nos últimos meses. O preço disparou – P/L maior do que 30 atualmente. Quanto à ADI proposta pelo PSL no STF, considero baixa a chance de êxito. A Qualicorp usa a tese bem vista pela sociedade de que ela impede as operadoras de plano de saúde de impor aumentos abusivos aos seus clientes. Interpreto que o mercado usou a notícia como “pretexto” para realização de lucros. Mas, de fato, não é uma ação barata hoje.

      Eu também gostaria de saber o que justifica essa queda de Ferbasa nesses últimos dias. Estou custando a acreditar que foi apenas a saída de uma das carteiras Empiricus. Considero hoje uma das ações mais baratas da bolsa. O preço do ferrocromo está em níveis historicamente altos, a empresa não tem dívida, diminuiu recentemente seus custos, a demanda deve aumentar com a recuperação da economia. Enfim, me parece que abriu-se uma oportunidade de compra a bons preços.

      Abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s